Páscoa: uma explicação resumida sobre o assunto

0
Comentários
0
likes
0
Coment.
0
likes
^C19DA8AF6782BD31327FB0A2D8C36AEBAC4417564116DF5821^pimgpsh_fullsize_distr

Feliz Páscoa! Além disso, se lhe interessar, leia uma explicação resumida sobre o assunto:

A palavra vem do hebraico “pessach” (פסחא); seu significado é “passagem”. Trata-se da festa judaica em que se recorda a saída do cativeiro egípcio em direção à terra prometida; essa saída do Egito aconteceu em 1450 a.C., aproximadamente; ela foi seguida de inúmeras passagens, incluindo a travessia, durante quarenta anos, pelo deserto.

A morte de Cristo aconteceu em uma sexta-feira que antecedia ao domingo de páscoa para os judeus; prova disso é que, nos Evangelhos, em comemoração à festividade, Pilatos permite ao povo que indique um dos prisioneiros para que seja solto; na narrativa, o povo escolhe Barrabás.

Para os cristãos, Jesus ressuscita no domingo de páscoa; nesse sentido, para o cristianismo, o sentido de “pessach” é recontextualizado, já que passa a significar passagem da morte para a vida.

Mesmo antes de Cristo, já era comum entre vários povos, que se pintassem ovos cozidos de galinha para oferecê-los como presentes festivos. Os cristãos incorporaram a tradição, no sentido de que o ovo representaria a ideia de nascimento. Aí, mais tarde, acrescentou-se o coelho, símbolo de fertilidade. Depois, já no séc. XVIII, na Europa, começou-se a comercializar os ovos de chocolate… para a alegria de muitos.

Mas, chega de história… Ovos, coelhos, chocolates… O que importa mesmo é a ideia por trás da metáfora!


Adriano Alves sempre gostou de aprender e de ajudar a aprender. Seu mundo mistura livros, pessoas e uma boa dose de bom humor. Graduado em Teologia, Direito e Letras, é palestrante de assuntos variados, como o sentido da vida na pós-modernidade. Professor de Gramática, Texto, Redação e Literatura, com larga experiência em pré-vestibulares e preparatórios para concursos. Como autor, tem produzido material variado, que vai desde obras didáticas a poemas e crônicas. É autor da obra “Língua Portuguesa – Compreensão e Interpretação de Textos – Concursos Enem Vestibulares”, publicada pela Editora Método.


Veja também:

LEIA TAMBÉM
COMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *