1ª Fase mais difícil da história? Veja o que fazer de acordo com o seu desempenho

0
Comentários
0
likes
0
Coment.
0
likes
estudante_aflito

Realizada no último domingo (29/11), a 1ª Fase do XVIII Exame foi considerada por muitos candidatos como umas provas mais difíceis dos últimos anos. Eu não afirmaria, de maneira tão categórica, que essa foi a mais difícil da história, mas sem dúvidas, apresentou um grande número de questões complexas e aprofundadas em quase todas as disciplinas. Houve – e isso é importante frisar – questões que apresentaram alguns equívocos nos enunciados, isso pode ajudar quem ficou no “quase” com 37, 38 ou 39.

A essa altura do campeonato, dá pra dizer que os candidatos se dividem em três grupos: aqueles que fizeram 40 ou mais; de 37 a 39; e os que acertaram menos de 36.

Para o primeiro grupo, a mensagem é de parabéns! Somar os 40 pontos não foi fácil e você concluiu com êxito essa etapa. Ao mesmo tempo, recomendo foco e atenção com a 2ª Fase, que será aplicada no dia 17 de janeiro. Não acredite nos boatos de que quando a 1ª Fase é difícil, a 2ª Fase será fácil. Essa relação é falsa e inexistente.

Agora não é hora de relaxar! Recomendo se preparar para a 2ª Fase com os professores do Curso Fórum, além da qualidade dos professores, as aulas equilibram a fundamentação prática das peças com a teoria, necessária para responder as questões!

Aqueles que ficaram no ‘limbo’ das 37, 38 e 39, meu conselho é continuar estudando e já ir preparando o seu recurso. Isso porque há possibilidades reais de conseguir a classificação, quando sair a lista definitiva – que considera as reclamações e observações dos candidatos – é grande. Porém, como esse parecer só saí dia 23 de dezembro, perder esse tempo de estudo pode fazer muita falta na hora da prova. Também recomendo o Curso Fórum pela questão do “Seguro Aprovação”, caso você não consiga os recursos ou não seja aprovado na 2ª Fase, pode descontar o valor na compra do pacote para 1ª Fase do XIX Exame.

Quem fez 35 ou menos, as chances de aprovação com eventuais recursos ou anulações é bastante remonta. É difícil passar por essa situação, mas é preciso encará-la de frente. Minha dica é tirar o Exame da OAB da sua cabeça até o final do ano. Nada de ficar se martirizando, se justificando para outras pessoas. Descanse, relaxe…acumule forças e energia para o XIX Exame. A prova – ainda sem data – deve ser aplicada no mês de março. Em janeiro, começam as aulas do Curso Fórum e a sua caminhada para a aprovação também.


 

Veja também:

Conheça as obras do autor (Clique aqui!)

LEIA TAMBÉM
COMENTE

4 respostas para “1ª Fase mais difícil da história? Veja o que fazer de acordo com o seu desempenho”

  1. Kelma Fernanda costa Oliveira Medeiros disse:

    Fiz 37, vou retomar meus estudos p o XIX. Anular 3 questões seria realmente um milagre e a minha hora. Vou retomar meus estudos para a 1 fase. E se vier a aprovação ainda esse ano, continuarei agradecendo a Deus. E seja o que ele quiser!

  2. Christian Gomide disse:

    Pra quem fez 39 na prova anterior e agora acertou 28 vê realmente que essa prova não tem parâmetro e nível de cobrança a um profissional que ficou 5 anos de sua vida se dedicando a um curso superior. Me formei em 2008 já fiz mais de 20 provas e nunca passei na primeira fase, fiz diversos cursinhos procurei diversas formas de aprendizado, todos as pessoas que conheço que passou na OAB não sabe informar e muito menos ensinar e opinar uma forma para obter Êxito e quando fiz 39 por mérito próprio acreditei estar no caminho certo o que me deu mais animo para estudar, agora com 28 questões refletindo sobre a prova, depois de 7 anos tentando passar, só adquiri problemas psicológicos por ficar horas estudando depois de um dia corrido de trabalho.

    Estou realmente triste, acima de tudo estressado e a única conclusão que tiro disso tudo é que cansei e antes mesmo de pegar o resultado já estava convincente que não valeu a pena estudar tanto e abdicar talvez de fazer um Pós, Mestrado por um instrumento que não vai te trazer lucro imediato.

    Com isso depois de pegar o resultado e ver que acertei apenas 28 questões “jogo a toalha” e como disse vou descansar e refletir sobre o meu futuro numa área que escolhi para viver, pois afinal já se passou mais de 7 anos depois de formado, não passei na OAB, não fiz uma Pós, Mestrado e vi que só estou retroagindo e perdendo tempo com esse tipo de prova. Talvez se tivesse dedicado todo esse tempo a um concurso de nível médio acho que estaria bem melhor do que depender de um registro para trabalhar na advocacia.

    Att. Christian

  3. Michelle disse:

    Grata pela sensibilidade motivacional ao escrever para inscritos massacrados com a reprovação!Agora é buscar forças para ressurgir das cinzas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.