Aprenda a aprender

0
Comentários
0
likes
0
Coment.
0
likes
330343546_fa95e9401b_z

Em mais de uma década de magistério, perdi a conta dos alunos que me agradeceram por terem passado num concurso ou vestibular. Geralmente, eles não se manifestam pelo aprendizado jurídico, e sim pelas dicas de como estudar.

Minha primeira preocupação de professor não é lecionar os conteúdos do Direito. Antes disso, os alunos precisam aprender a aprender. Para tal fim, precisamos ser criteriosos nas anotações e revisões. Também precisamos resgatar o valor da audição, um pouco desprezada nestes tempos modernos.

A imagem, na maioria das vezes, é apenas um formato bonito de um conteúdo que só se revela no texto ou no áudio (no texto porque é um meio de registro para consulta; no áudio porque permite ao ouvinte construir suas imagens pessoais, em vez de receber tudo mastigado, privando-lhe da construção do seu próprio conhecimento).

Um professor pode fazer uso de mapas, tabelas etc. Contudo, na essência, uma aula é composta de áudio, isto é, uso da palavra. A exceção é para os alunos com deficiência auditiva. Nesse caso, é óbvio que a linguagem de sinais é composta de imagens. Entretanto elas têm significados gramaticais, tratando-se, pois, de mensagens que podem ser anotadas para revisão. Fora esse caso, a maioria das imagens serve apenas para nossa orientação e deslocamento no espaço, sendo descartadas em seguida.

Estima-se que, ao longo da vida, memorizamos apenas três por cento do que vemos. Por outro lado, gravamos cinquenta por cento do que ouvimos. Se fizermos anotações, saltamos para noventa por cento. Depois de três dias, caso não consultemos as anotações, esse percentual despenca para três por cento, o mesmo índice da visão. Fazendo uma revisão no prazo de três dias, gravamos, para o resto da vida, setenta por cento do que ouvimos.

Essa técnica de ouvir, anotar e revisar me é muito útil na condição de mestrando e também de professor. Foi assim que aprendi a aprender. Foi assim que aprendi a ensinar. E é assim que ensino a meus alunos para que eles aprendam a aprender. Se você quer seguir este caminho, ouça, anote e revise.


Veja também:

LEIA TAMBÉM
COMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.