MEC aprova “Exame da OAB” para médicos

0
Comentários
0
likes
0
Coment.
0
likes
Handwriting. Seamless vector background.

O MEC (Ministério da Educação) estabeleceu novas diretrizes para a Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (Anasem), que será aplicada aos alunos no segundo, quarto e sexto anos dos cursos. Com base na lei do programa Mais Médicos (12.871/2013), a avaliação será um componente curricular obrigatório e condição para a diplomação dos novos médicos.

 

aulao_sp

 

Na prática, cria-se uma espécie “Exame de ordem” para os médicos, muito parecido com o “Exame da OAB”. Penso que tal medida representa um avanço sendo bastante benéfica para a saúde universal e com qualidade para nossa sociedade. Para ser ter uma ideia da necessidade de avaliar o nível de preparação dos futuros médicos, a última prova aplicada pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo revelou que 48% dos egressos do curso de Medicina não atingiram nota mínima em exame profissional. Contudo, apesar de reprovados, esses médicos podem trabalhar livremente.

Não se trata – é importante frisar isso – de dizer que quem não passa em uma prova será um mau profissional ou é alguém menos inteligente que os outros. Há vários fatores envolvidos em uma prova desse tipo: pressão familiar, pressão social, falta de tempo para estudar, muito trabalho, nervosismo na hora prova e até mesmo erros da banca corretora, mas certo é que não deixa de ser um indicativo, dentre tantos outros que existem.

 

IMG-20160712-WA0008

Contudo, a existência de um Exame que exija conhecimentos mínimos para a atuação de profissionais que atuam em áreas tão sensiveis é uma forma de proteger a sociedade. Isso não implica, é óbvio, em não deixar de criticar erros no Exame da Ordem e nem nos obrigará a concordar com eventuais equívocos do “Exame de Medicina”.


Veja também:

Conheça as obras do autor (Clique aqui!)

LEIA TAMBÉM
COMENTE

3 respostas para “MEC aprova “Exame da OAB” para médicos”

  1. DIRCE SANTOS disse:

    “”ninguém é avaliado em exames algum de duração de 3 a 4 h. o que capacita o médico é uma boa residencia,e o advogado um bom estágio,esses exames são tentáculos que jamais deveria existir,serve para sustentar $$$$$$$$ seus idealizadores””

  2. Carmen disse:

    É diferente do exame de ordem da OAB, pois neste, o candidato já tem de estar graduado, ou seja, já concluído o curso, enquanto na medicina, é antes da graduação.
    Os graduados em Direito são os únicos graduados que são submetidos a uma “ordem” para a exercer em a profissão!
    Uma aberração, diga-se de passagem!

  3. Waldira disse:

    Pode ser positivo, mas os médicos cubanos do “mais médicos ” que não vão precisar nem ter seus diplomas validados?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.