OAB pede que FGV verifique erros na correção do XIX Exame

0
Comentários
0
likes
0
Coment.
0
likes
Depositphotos_78797674_m-2015

O Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil)  pediu que a FGV (Fundação Getúlio Vargas) averigue se houve erro e providencie eventuais correções relacionadas a 2ª Fase do XIX Exame da Ordem. A informação é da assessoria de imprensa da entidade.

A movimentação da OAB se deu após duas petições com críticas a correção da prova. Uma delas, com mais de 450 assinaturas, afirma que parte das respostas de alguns candidatos não foram sequer corrigidas e, muitos que acertaram as perguntas acabaram não recebendo a respectiva pontuação e, devido a isso, foram reprovados.

Os estudantes explicam que chegaram a apontar o erro quando o prazo recursal foi aberto, mas o problema não foi sancionado e nem houve resposta a respeito. Pelo que pude apurar, a maior parte dos que apontam esse problema fizeram a prova de Direito Tributário.

A segunda petição diz respeito a peça prático-profissional – ítem que vale metade da nota final –  da prova de Direito Civil. De acordo com os candidatos, a resposta dada como correta pela banca “ afronta a lei, doutrina e jurisprudência, fazendo com que centenas de candidatos que aplicaram corretamente o direito material e processual, fossem reprovados devido a um erro, de caráter lógico”.


Veja também:

Moreno, alto, advogado e vitorioso!
Anúncio de um advogado quase ético!
Gleise x Janaina: Quem pode mandar a outra se calar?

Conheça as obras do autor (Clique aqui!).

 

LEIA TAMBÉM
COMENTE

31 respostas para “OAB pede que FGV verifique erros na correção do XIX Exame”

  1. Esperamos uma resposta da FGV.

  2. Sanley Braga disse:

    Vamos esperar que o erro seja sanado.

  3. A FGV errou de uma forma muito clara na elaboração do enunciado de Civil. Parece que o elaborador não é civilista ou que desconhece o Código de Defesa do Consumidor. Mas errar é possível, ocorre com todos. Mas não reconhecer o erro é algo que não se pode aceitar. Espero que após esse pedido da OAB a FGV reveja a sua posição, fazendo justiça com os candidatos que foram prejudicados.

    • Fer disse:

      Então, e muito decepcionante saber que estudamos tanto com o intuito de defender os direitos das pessoas, baseados nas leis, ai vem a FGV com um exame que viola a própria lei. E o mais triste é saver que não fui reprovada por incompetência minha, e sim da FGV. E agora, o próximo exame será logo, eu ainda não achei uma bola de cristal pra comprar, pq só assim vou conseguir realizar a prova com segurança, se responder conforme da lei não serve pra banca…

  4. Alisson Brum disse:

    Valeu OAB, vamos torcer para vocês façam a devida intervenção e anulem aquela tese horrível da prova de civil!

  5. Nathacha disse:

    Errar é humano FGV assume seu erro em direito civil!!!

  6. Bruna disse:

    A OAB deu algum prazo para a FGV se manifestar? O próximo exame está chegando e os candidatos estão preocupados.

  7. Rebeca disse:

    É frustante vê que passamos 5 anos da nossa vida pra aprender a aplicar a lei, com suas devidas nuances e singularidade. Aí vem a FGV e rasga o código do consumidor ao admitir uma TESE IMPOSSÍVEL, uma vez que a mesma não tem nenhum respaldo legal. OAB a FGV desmoraliza a classe com prova como foi a de direito civil, intervenha e anule aquela tese que causa uma aberração no mundo jurídico.

  8. Rosana Almeida disse:

    Estamos esperando anciosos por uma resposta quanto a nossa prova da OAB, de Civil exame XIX, os dias estão passando e nada, queremos só aquilo que nos é de Direito, afinal estudamos muito e não estamos aqui para enrolacoes , precisamos de resposta para seguirmos a nossa vida. Rosana Almeida

  9. Marcia disse:

    Espero que a FGV, assuma seu erro e faça a correção imediatamente!!!
    A OAB, deveria dar um prazo para isso.
    Não é justo com os estudantes, depois de tanto sacrifício, este descaso.

  10. Bryan Borges disse:

    Aguardamos providências, um erro desta monta não pode prosperar, confiamos na seriedade da OAB e da FGV.

  11. Esperamos que a OAB consiga corrigir esse erro da FGV.

  12. Karine Andrade disse:

    Que a OAB intervenha nessa situação a fim de sanar os erros.

  13. Muito obrigado por divulgarem nossa luta!

    Sou um dos representantes do grupo de candidatos de Direito Civil que foram COVARDEMENTE reprovados pela banca FGV, com a “anuência” (leia-se: silêncio sepulcral do Presidente da OAB, Sr. Cláudio Lamachia).  Apesar de a OAB ter dito que pediria oficialmente a FGV para que se averigue se houve erros, a mesma não soltou nenhuma nota oficial a respeito e pelo visto, não passa de uma falácia da OAB para dar uma satisfação à Uol. 
    A prova disso é que, já no dia seguinte ao da reportagem da Uol,  diversos  candidatos que haviam  protocolaram reclamação na Ouvidoria da OAB, receberam um texto padrão indeferindo a solicitação na Ouvidoria, com os dizeres que assustam os candidatos e fazem parecer que a própria OAB está acima da lei. 

    Veja esse trecho da resposta padrão da ouvidoria da OAB:

    “Questionar o gabarito não é erro material, pois ELE JÁ ESTÁ CONSOLIDADO.”
      E continua: “SUA PROVA NÃO SERÁ RECORRIGIDA”. 

    Devido à inércia da OAB, no dia 15/07, decidimos judicializar a questão,  protocolando nossa manifestação perante o MPF  de Brasília, autuado sob o número 1.16.000.002516/2016-49 – PR-DF/GABPR1-ACRAM – IGOR MIRANDA DA SILVA.

    Quaisquer esclarecimentos, pode me contactar.

    Daniel Marcos.

  14. Gabrielle disse:

    Desrespeito com os candidatos e com a própria legislação.. Até quando este absurdo vai prosperar?

  15. Branca Alves disse:

    A aplicação jurídica foi de encontro ao exposto pelos autores consumeristas, pela jurisprudência e até mesmo pela norma vigente, inclusive o próprio Código de Defesa do Consumidor.

    • Sergio disse:

      Ols Branca. Favor listar qual a jurisprudrncia dominante, qual doutrina e qual art do cdc q apoiou o gabarito.Pois nem a fgv conseguiu explicar qurm sabe vc sabe? obrigado

  16. Em um país com tanta injustiças, ser injustiçado logo pela Fgv e pela OAB desanima qualquer cidadão.

  17. ALISSON disse:

    Só quero 0,5 ponto, pq tah foda estudar para 1º fase novamente kkkkkkk

  18. Thiago Souza disse:

    CFOAB – recebeu meu recurso dia 07/07/2016 a respeito da peça prática profissional de direito civil e também da questão número 1, encaminhou para a coordenação do exame de ordem, agora aguardando resposta.

  19. É revoltante saber que fomos reprovados por saber a matéria. Mas infelizmente parece que a OAB e a FGV estão acima da lei.

  20. JULIO disse:

    Não aguentamos mais, essa OAB e FGV, não acredito que tenha sido um erro, meramente por falta de atenção, acredito que todos os erros vem acontecendo de maneira proposital. não é possível, todos os exames há problema. quando não é na mutiplo escolha, é na discursiva, ou em ambas.
    Precisamos de uma intervenção do poder publico já, nesta palhaçada.

  21. Manuele disse:

    É revoltante mesmo!! UM ABSURDO!! Mas que a justiça seja feita!!!

  22. Gabrielle disse:

    Peça prático-profissional de civil precisa passar por sérias correções, sob pena de colocar em cheque toda a credibilidade do processo seletivo.

  23. Sergio disse:

    OAB e FGV voces ainda tem tempo de consertar o gabarito de civil e de outras matérias antes da primeira fase. O tempo esta findando.

  24. Tathiane disse:

    O que fazer diante disso?? A FGV vai recorrigir tudo novamente ou apenas a prova daqueles que pedirem?

  25. É inaceitável imaginar que uma instituição como a FGV, ” errando ” tanto !!! A pergunta que não quer e não vai calar, até quando ?? Quando sai um posicionamento da OAB ?

  26. OTAVIO GOMES NETO disse:

    E NADA A RESPEITO DO DIREITO PENAL QUE ATÉ AGORA FOI O MAIS PREJUDICADO

  27. Barbara Pereira disse:

    Pessoal injustiçado da prova de segunda fase do XIX Exame em Direito Civil: nova petição online com pedido de nova correção das provas elaborada pelo excelente Professor Brunno Giancoli.

    http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR93481

    • Cícero disse:

      Pessoal também estou no mesmo barco! Tive três questões não corrigidas o que me levou a reprovação. Quero dizer que não desistam, entrei com o primeiro recurso na ouvidoria, o qual foi indeferido de plano. Liguei em Brasília e fui orientado a entrar com novo pedido, dessa vez requeri que a resposta fosse fundamentada, foi o que fiz! Bom começaram a corrigir minha nota, falta bem pouco e ainda não deram retorno sobre as questões. A questão número 4 de tributário merecia ser anulada, pois mudaram o peso da nota da b, basta compará o gabarito com o espelho e a questão a, mudam totalmente a redação! Liguem na ouvidoria da OA B Federal! Estou conseguindo que corrijam esse problema! Boa sorte a todos e todas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.