Dica NCPC – n. 25 – Art. 29

0
Comentários
0
likes
0
Coment.
0
likes

Comentários:

Auxílio direto passivo. A autoridade central detém competência para receber a solicitação de auxílio direto por parte do órgão estrangeiro. Este, por sua vez, deve assegurar que o pedido seja claro e autêntico, para que assim possa ser admitido no país requerido e nele possa ser instaurado o procedimento, judicial ou administrativo, necessário à satisfação do pedido de auxílio direto. Em matéria civil, cabe à AGU propor a demanda com os elementos probatórios fornecidos pelo Estado estrangeiro. O processamento, nesse exemplo, se dará no juízo de primeiro grau.


Veja também:

Conheça as obras do autor (Clique aqui).

LEIA TAMBÉM
COMENTE

Uma resposta para “Dica NCPC – n. 25 – Art. 29”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.