Profissional da privacidade: Medical records por Raul Cutait

Profissional da privacidade: Medical records por Raul Cutait

0
Comentários
0
likes
0
Coment.
0
likes
Profissional da privacidade: Medical records por Raul Cutait

O cirurgião Dr. Raul Cutait inicia seu debate narrando suas inúmeras e divertidas experiências profissionais e explica que a confiabilidade da relação entre paciente e médico depende fundamentalmente do segredo.

“A privacidade é um direito alienável de cada pessoa e paciente”

 

Este elo só poderá ser quebrado após autorização do paciente ou quando houver dever legal, isto é notificações compulsórias ou situações que comprometam a sociedade.

Confira a participação do Dr. Raul na íntegra:

Em seguida, explica que a digitalização obrigatória de prontuários de clínicas e hospitais e os novos avanços tecnológicos de interatividade e comunicação proporcionam aos médicos novos desafios de confidencialidade.

“Agora a coisa muda… as informações não estão mais na gaveta do médico, elas estão em um sistema… e quando estão no sistema podem ser acessadas por muita gente”

 

O cirurgião ainda alerta que o sistema de saúde não é mais apenas o médico e o paciente. É o médico e paciente via fonte pagadora.

“Saúde não tem preço, mas tem custo”

 

Fraude e desperdício impulsionam cada vez mais o aprimoramento desse controle, consequentemente novas tecnologias são implementadas e privacidades novamente são questionadas.

Dr. Raul, ex- Secretário de Saúde do Município de São Paulo (gestão 1993), não perde a oportunidade e defende que a integração da ética com o big data e os medical records é fundamental para a preservação da privacidade do paciente.

Além disso, o Dr. Cutait evidencia as novas situações de conflito. Entre elas, o direito à identidade genética em casos de pacientes com aids e de bancos de óvulos e sêmen, bem como os próprios e quase esquecidos direitos médicos.

Por fim, um espaço para perguntas é aberto e o Dr. Raul Cutait responde às mais polêmicas perguntas sempre exemplificando com as experiências vividas.

 


Não deixe de conferir os outros debates da edição 2017 do Seminário da Feiticeira:

 


> Assista aos encontros anteriores (Clique aqui!)


 

Conheça as obras do professor Tércio Sampaio (Clique aqui)

LEIA TAMBÉM
COMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.