estudar por dia

Quantas horas devo estudar por dia?

0
Comentários
0
likes
0
Coment.
0
likes
estudar por dia

Para começarmos a nossa conversa de hoje, vale um alerta inicial: não existe um método certo ou errado de estudar. Existe o que se encaixa melhor em sua rotina, no histórico de estudo, nos objetivos, entre outros fatores.  Por isso, não há uma quantidade definida de horas líquidas que você deve efetivamente estudar.

É importante, também, saber a diferença entre horas líquidas estudadas e o seu tempo disponível. Pense no seguinte exemplo: você tem o dia todo livre para estudar e em razão disso decidiu estudar 8 horas diariamente. Quatro delas na parte da manhã e as outras quatro horas na parte da tarde, por exemplo, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Suponhamos que você acorda às 07:30, faz a sua higiene pessoal, toma café da manhã e se senta para estudar às 8h em ponto. Nesse período de estudos, na parte da manhã, você faz pequenas pausas para beber água, atende o celular, dá uma olhadinha nas redes sociais e, assim, no total, gasta em torno de 1 hora nessas pequenas pausas.

Veja que inicialmente você possuía 4 horas de estudo pela manhã, contudo estudou efetivamente 3 horas. O seu tempo líquido de estudo foi de 3 horas.

É importante que você tenha a consciência da quantidade de horas líquidas de estudo, porque muitas vezes você pode estar se enganando ao pensar que estuda longas horas por dia, mas, se colocar na ponta do lápis, percebe que estudou muito menos do que inicialmente previsto.

Por esse aspecto, a quantidade de horas estudadas tem toda diferença na sua preparação, não pelo número de horas em si, mas pela qualidade do estudo no seu tempo disponível. O tempo que você realmente estuda tem que ser aproveitado da melhor forma possível.

Há alunos que conseguem ter uma produtividade excelente nos estudos com 2 horas líquidas. Enquanto outros necessitam de um tempo maior para conseguir alcançar a concentração adequada, ou até mesmo para ler uma determinada quantidade de páginas, porque cada um tem um ritmo de leitura.

Assim, a afirmativa de que “quanto mais melhor” nem sempre se aplica à rotina de estudos. Muitas vezes, pensamos que estamos horas a fio estudando, mas não percebemos que não é o que efetivamente acontece – seja porque as horas líquidas estudadas foram bem menores do que o que incialmente planejado ou porque nesse tempo o estudo não foi com a qualidade necessária.

Percebemos, dessa forma, que descobrir a sua melhor forma de estudar e ter um aprendizado eficiente é o principal caminho para quem deseja ser aprovado. A partir do momento que você tiver esse autoconhecimento, conseguirá estudar com mais qualidade e menos tempo de dedicação.

Mas veja bem, isso não significa que você estudará somente o essencial. Se você consegue estudar mais e manter a qualidade do estudo, invista na sua preparação!

Gostou do artigo de hoje? Acesse www.planejaconcursos.com e conheça meu trabalho!


Veja também:

Conheça a obra da autora (Clique aqui!)

 

 

 

LEIA TAMBÉM
COMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.