Pirataria: Ação ajuizada pela ABDR congela o site minhateca.com.br

0
Comentários
0
likes
0
Coment.
0
likes

Em sua campanha de combate à pirataria de livros na internet a ABDR constatou que o site http://www.minhateca.com.br armazenava os conteúdos integrais de dezenas de livros e os disponibilizava para download.

Dada essa reprodução ilegal dos conteúdos dos livros editados pelas Editoras associadas, a ABDR ajuizou uma ação judicial e solicitou a suspensão/congelamento desse site. A Juíza Titular 37ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo deferiu esse pedido e determinou a suspensão/congelamento desse sítio eletrônico.

Esse site possuía antes do seu congelamento/suspensão a seguinte página eletrônica:

Após a concessão da decisão judicial solicitada pela ABDR a página desse site passou a ficar com a seguinte informação:

 

LEIA TAMBÉM
COMENTE

2 respostas para “Pirataria: Ação ajuizada pela ABDR congela o site minhateca.com.br”

  1. Gaucho Bravo disse:

    E agora ? Onde vou baixar minhas músicas ?

  2. Carlos Andrade disse:

    5 anos de backup e registros familiares desde fotos a videos, copias de programas e arquivos pessoais armazenado no site de maneira privada respeitando todas as regras e leis de diteitos autorais e por causa uns infratores agora me fora tomada a força meus arquivos pessoais nessa açao, so queria meus arquivos pessoais fotos e lembranças de familia devolta.

    O bom do site minhateca era o fato de ser ilimitado e poder guardar quantidade infinita de arquivo pois nao tinha limite de Gigabytes agora ate aparecer outro site de hd na nuvem que oferece GB ilimitado gratis.

    Nao condeno a açao, mas eu acho que isso serviu mais pra prejudicar e fazer milhoes de pessoas honestas que confiaram no servico da Nuvem a perderem tudo que postaram la fotos de casamentos do filhos ultimo video em familia etc..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.