Dicas de Prática Jurídica – Advocacia para Familiares

0
Comentários
0
likes
0
Coment.
0
likes
Dicas de Prática Jurídica - Advocacia para Familiares

 

ADVOCACIA PARA FAMILIARES

 

 

Uns amam, outros querem distância. Em qualquer dos casos, a família faz parte de nossas vidas. O senso comum recomenda que procuremos manter nossos queridos por perto, mostrar solidariedade e carinho.

O advogado, no entanto, deve evitar patrocinar os casos de seus queridos (irmãos, pais, tios, primos, noras, cunhados, mulher, marido etc.). Primeiro, porque ele invariavelmente perde a objetividade em relação ao caso e acaba tomando decisões ruins (tudo fica extremamente pessoal). Segundo, porque não interessa o resultado do processo, ele vai acabar sendo criticado pelo ente querido: se ganha, não fez mais do que a obrigação (o caso era simples); se perde, a culpa é dele (o parente pensa: “devia ter contratado advogado particular”). Em qualquer dos casos, o estresse é certo.

Fica a dica: quando procurado por um parente, ouça com atenção, mostre solidariedade e, ao final, indique um colega em que você confia; é mais prudente e inteligente, pode acreditar.

 

Dicas de Prática Jurídica - Advocacia para Familiares

Veja também:

Conheça as obras do autor (Clique aqui!)

LEIA TAMBÉM
COMENTE

2 respostas para “Dicas de Prática Jurídica – Advocacia para Familiares”

  1. Bom dia! gostei muito do produto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *