Congresso “De repente, professor online”: trocas de experiências e mesas-redondas. Veja o resumo do 3º dia

0
Comentários
0
likes
0
Coment.
0
likes

No terceiro dia do congresso “De repente, professor online”, as trocas de experiências e mesas-redondas foram o destaque principal. Na primeira oficina, “Impressões e experiências de ser professor online”, com Paulo Nasser (IBMEC/UFF/UCAM/Estácio) / Rafael Mendonça (IBDCivil/PUC-Rio/UERJ/UCAM/Curso Forum) e Victor Stuchi (Curso Forum), foram discutidos os desafios do novo presente: como lecionar em casa?

Segundo Paulo Nasser, os desafios do novo presente acadêmico fazem parte de uma tridimensionalidade das transformações: na dimensão estrutural, humana e pedagógica. Além do investimento em tecnologia e equipamentos adequados, é essencial reorganizar os espaços da casa. “Passamos por momentos de angústia: no ambiente de trabalho, na organização de tempo e espaço, com a Covid-19 e do que há por vir”, comentou o professor.

O investimento também deve ser na capacitação de professores: não somente na questão tecnológica, mas na formação como profissional. Deve existir uma revalorização do docente em sala de aula, afinal, a faculdade é feita de pessoas. Os professores podem usar metodologias ativas e entender como pode ser essa nova sala de aula online.

“O grande papel do professor é ser curador das informações, o chancelador de conteúdo” – Paulo Nasser.

Outra questão abordada durante a exposição foi a questão pedagógica que, segundo Rafael Mendonça, é uma das mais difíceis de atravessar. De que forma a pedagogia do online pode gerar mais interação? As novas ferramentas chegaram e não há como mudar isso. Então, como passar de um modelo verticalizado para um modelo horizontal?

Nessa nova realidade, o aluno passa a ser protagonista, um participante ativo da produção de conhecimento. A interatividade deve ser o novo norte da educação: as múltiplas fontes de informação criam um ambiente interativo, portanto o modelo de educação deve focar na centralidade.

“Temos um novo espectador: o aluno mudou e ganhou protagonismo” – Rafael Mendonça.

 

A transformação paradigmática também é uma novidade. Passamos por um período de uma nova revolução, a revolução tecnológica. E essa sinergia do mundo físico com o mundo digital já existe, segundo Victor Stuchi. Existe, atualmente, uma confluência de interesses humanos jamais vista.

“Chegou o momento de valorizar as relações. O mundo será híbrido e a visão da era digital deve contribuir para esse processo.” – Victor Stuchi

Congresso "De repente, professor online": trocas de experiências e mesas-redondas. Veja o resumo do 3º dia

 

Na segunda palestra do dia, “Ensino online pelo mundo: experiências em Portugal”, com Luciano Gamez (Unifesp), foram discutidas as principais diferenças de ensino em Portugal e no Brasil. Foram abordados tópicos relacionados à crise do novo coronavírus, como são realizados os planejamentos de aula em Portugal, como os portugueses lidaram com tantas mudanças, de que maneira fazer uma formação de professores mais eficaz, quais foram as mudanças na educação 4.0, entre outros assuntos.

Congresso "De repente, professor online": trocas de experiências e mesas-redondas. Veja o resumo do 3º dia

Em seguida, a palestra “Boas práticas no ensino superior online”, com Paulo Albuquerque (Unicamp) e Jean Garcia (UFU), trouxe uma válida troca de experiências. Os professores contaram quais plataformas estão utilizando, como foi o período de adaptação, quais ferramentas online foram as mais elogiadas pelos alunos, como equilibrar as atividades para não sobrecarregar os discentes, como realizar um planejamento mais assertivo e quais são os aprendizados que ficam em períodos de crise.

Congresso "De repente, professor online": trocas de experiências e mesas-redondas. Veja o resumo do 3º dia

Na palestra “Os desafios do ensino superior na área de Exatas – Aprendizagem ativa na educação em Ciências Exatas em tempos de Indústria 4.0”, os palestrantes Valquíria Villas-Boas (ABENGE/UCS),  Laurete Zanol Sauer (UCS),  Henrique Corrêa (Crummer), Irineu Gianesi (Insper) discutiram sobre aprendizagem ativa e capacitação. Trouxeram aspectos importantes sobre a educação remota — que está amparada pela Lei — e analisaram a motivação e engajamento dos estudantes perante essa nova realidade. Como combinar educação remota e aprendizagem ativa? Os participantes também falaram sobre a diversificação das formas de avaliação, como o professor pode ter um feedback dos alunos, de que forma realizar uma análise de erros após uma atividade, como funcionam as simulações e estudos de caso, entre outros tópicos.

Congresso "De repente, professor online": trocas de experiências e mesas-redondas. Veja o resumo do 3º dia

A última mesa-redonda da noite abordou o tema “Os desafios do ensino superior nas áreas de Gestão, Contabilidade e Finanças”, com  Daniel Nogueira (UEL), Gilberto Miranda (UFU), Edvalda Leal (UFU) e Silvia Casa Nova (USP). No bate-papo, foram discutidos quatro pilares: o papel das instituições, dos professores, dos estudantes e da tecnologia. Os palestrantes abordaram temas essenciais, como ensino reprodutivo, capacitação docente, a parceria das universidades para oferecer aparato tecnológico, o protagonismo da TI durante a pandemia, como transmitir empatia e solidariedade, soluções para melhorar a empregabilidade dos estudantes e muito mais.

Congresso "De repente, professor online": trocas de experiências e mesas-redondas. Veja o resumo do 3º dia

Assista às oficinas e palestras completas a seguir:

18/jun/2020

17/jun/2020

  • 13h30 – Como produzir aulas online em casa, Daniel Nogueira (UEL)
  • 14h45 – Como implementar o ensino híbrido na Engenharia, Gabriel Elmôr (IME)
  • 16h – Como implementar metodologias ativas na área da Saúde, João Correia (Estácio)
  • 18h – Transformação digital na Educação, Martha Gabriel (PUC-SP)
  • 18h40 – Metodologias ativas e a neurociência, Silvio Pessanha (ANM/ABN-RJ/Estácio)
  • 19h20 – Desafios éticos da Educação em tempos de pandemia, Danilo Marcondes (PUC-Rio)

Assista à abertura- 16/jun/2020

  • 18h – Os desafios do ensino superior, Andrea Ramal (GEN Educação) / Rose Giacomin (Cogna) / Tatiana Fernandes (Estácio) / Simone Bérgamo (Ser Educacional) / Silvia Casa Nova (USP) / Celso Niskier (UniCarioca/ABMES/ABE)
  • 20h – Aprendizagem durante e pós-pandemia – Os novos desafios da EAD no ensino superior, Carlos Longo (ABED) / Stavros Xanthopoylos (ABED/KITUTOR)

Mesas redondas e encerramento – 19/jun/2020

  • 17h – Os desafios do ensino superior na área da Saúde, João Correia (Estácio) / Silvio Pessanha (ANM/ABN-RJ/Estácio) / Anna Tereza S. de Moura (SOPERJ/Estácio/FCM-UERJ)
  • 18h30 – Os desafios do ensino superior na área de Direito, Marina Feferbaum (FGV–SP) / Guilherme Klafke (FGV–SP) / Felipe Novaes (Curso Forum/Emerj/Fesudeperj)
  • 20h – Happy hour com debates e apresentação das novidades do grupo GEN, Andrea Ramal (GEN Educação) / Silvia Casa Nova (USP) / Bruno Malheiros (UERJ)

 

Clique e conheça o lançamento!

 


LEIA TAMBÉM

LEIA TAMBÉM
COMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.