A extrajudicialização do Direito de Família

0
Comentários
0
likes
0
Coment.
0
likes

O excesso no número de processos que abarrotam o judiciário e a autonomia privada são os principais motivos da extrajudicialização do Direito de Família, que atualmente caminha de mãos dadas com os cartórios de registro civil.

Neste vídeo, Rodrigo da Cunha Pereira recebe a professora Márcia Fidelis de Lima, presidente da Comissão Nacional de Notários e Registradores do IBDFAM, Registradora Pública em MG, especialista em Direito Registral, Filosofia e Teoria do Direito no quadro Diálogos do Direito de Família para debater a extrajudicialização do Direito de Família.

A evolução do papel dos cartórios de registro no Direito de Família, suas competências e o compromisso de os cartórios registrarem a vida como ela é são alguns dos temas abordados.

Dê o play e confira!

A extrajudicialização do Direito de Família

 

Gostou do vídeo? Então, conheça o livro do autor!


LEIA TAMBÉM

CATÁLOGO JURÍDICO UNIVERSITÁRIO (DOWNLOAD)

LEIA TAMBÉM
COMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.